play

OUÇA A RÁDIO ROQUETTE-PINTO

94FM

Brasil se classifica para os Jogos Olímpicos de Paris 2024 com festa no Maracanãzinho

Brasil se classifica para os Jogos Olímpicos de Paris 2024 com festa no Maracanãzinho
Brasil se classifica para os Jogos Olímpicos de Paris 2024 com festa no Maracanãzinho

Pré-Olímpico de vôlei, que contou com apoio do Governo do Rio de Janeiro, foi sucesso de público em sete dias de competição

 

Esforço, suor e muita emoção. Um resumo da classificação da Seleção Brasileira masculina de vôlei para os Jogos Olímpicos de Paris 2024. Na partida realizada na manhã deste domingo (08/10), em um Maracanãzinho lotado, o Brasil derrotou a Itália no tie-break (25/23, 23/25, 15/25, 25/17 e 15/11) e confirmou sua classificação ao lado da Alemanha.

- Foi muito significativa a realização desse Pré-Olímpico aqui no nosso estado. Ainda teremos disputas do vôlei feminino, vôlei de praia, basquete, surfe e futebol feminino. Enfim, o Brasil é o país de todos e o Rio de Janeiro é a porta de entrada, sobretudo na cultura e no esporte - disse o governador Cláudio Castro.

O Pré-Olímpico de Vôlei no Brasil foi fruto de uma parceria entre Volleyball World, Federação Internacional de Voleibol (FIVB), Confederação Brasileira de Voleibol (CBV), Grupo Klefer e Governo do Estado do Rio de Janeiro, que investiu, por meio da Secretaria de Esporte e Lazer e da Suderj, R$ 11 milhões para a realização do evento. O sucesso de público em todos os jogos mostrou a relevância do Maracanãzinho nas grandes competições e o amor do brasileiro pela modalidade, que é tricampeã olímpica.

- Chegamos ao fim do Pré-Olímpico do jeito que a gente esperava, com vitória do Brasil e vaga garantida para os Jogos Olímpicos do ano que vem. Parabéns aos nossos jogadores, à toda delegação brasileira, e parabéns ao Governo do Estado. Quero agradecer mais uma vez, ao governador Cláudio Castro e ao nosso vice-governador Thiago Pampolha, pelo reconhecimento da importância do Maracanãzinho para o esporte brasileiro. Esse, que é o templo do vôleibol, mais uma vez colaborou para a nossa trajetória vitoriosa - afirmou o secretário estadual de Esporte e Lazer, Rafael Picciani.

Emoção do início ao fim dentro de quadra

A vaga do Brasil começou a ser conquistada de forma relativamente fácil. Em um primeiro set de absoluto controle brasileiro, a equipe do técnico Renan Dal Zotto venceu a Itália por 25 a 23, mostrando muita segurança.
No entanto, o cenário quase mudou. Com um bloqueio muito forte e saques certeiros, a Itália venceu os dois sets seguintes e virou o placar para 2 a 1.

O Brasil, então, tinha a obrigação de vencer o quarto set para levar o jogo para o tie-break e manter o sonho da classificação olímpica ainda vivo. Com os ataques potentes de Alan, a seleção fez 25 a 17 no quarto set e não deu chances para os italianos: placar de 15 a 11 e passaporte carimbado para Paris.

- Uma emoção muito grande estar novamente no Maracanãzinho vendo nossa seleção. Estive aqui quando nossos atletas foram tricampeões e, desta vez, tive a oportunidade de vir com minha filha, que está aqui pela primeira vez. Agora é torcer pelos nossos jogadores em Paris. Vai dar Brasil - disse o professor de Geografia Ítalo Gervenase Porto, já quase sem
voz de tanto torcer.

O Brasil terminou o Pré-Olímpico de Vôlei na segunda colocação, atrás apenas da Alemanha, a maior surpresa da competição. A Itália, por sua vez, vai precisar buscar seu lugar nos Jogos Olímpicos através do ranking, assim como Cuba, outra equipe da chave que buscava a vaga.

Link com fotos: https://photos.app.goo.gl/rYr6nZt1SgNPwBr48
 

Crédito: Fylipe Telheiro / Secretaria estadual de Esporte e Lazer do Rio de Janeiro

 

Publicado em 08/10/2023 - 19:16